O Blog Arquivo Crucial não hospeda nenhum arquivo no seu servidor. Se alguma postagem venha prejudicar o seu autor, por favor entre em contato para a exclusão imediata da mesma. Nosso objetivo é apenas divulgar. Compre os CD´s originais e prestigie seu artista favorito.

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Björk

Image and video hosting by TinyPic

Björk nasceu em 21 de novembro de 1965, no meio de uma comunidade hippie, em Reykjavik, capital da Islândia. Filha de hippies, ela ganhou o nome cujo significado é "arbusto proveniente de clima frio". Ainda criança, Björk Guðmundsdóttir começou a tocar flauta e, com apenas 11 anos de idade, gravou seu primeiro disco, intitulado "Fálkinn", com regravações de Stevie Wonder, Beatles e cantores islandeses, repleto de influências dos anos 70. A artista se meteu em apimentadas polêmicas ao longo da sua trajetória como cantora e atriz. Depois de uma estréia promissora, vencendo a cobiçada Palma de Ouro em Cannes com o filme "Dançando no Escuro", desistiu definitivamente de ser atriz.

Criou sua primeira banda, Exodus, em 1978. Depois, aos 15 anos, embalada pela onda punk que chegou à Islândia, Björk formou o grupo Tappi Tíkarrass, com o qual lançou dois álbuns. Três anos mais tarde se juntou à banda Kukl ("bruxaria"), que estreou com o disco "The Eye", de 1984. O segundo trabalho do grupo, "Holidays in Europe", lançado no ano seguinte, resultou em uma turnê pela Europa.

Após uma série de shows, Björk fez uma pausa para o nascimento do filho Sindri, de seu relacionamento com o baixista da banda, Thor Eldon, em junho de 1986. Logo voltou aos palcos e mudou o nome da banda para The Sugarcube.

Em 1993, decidiu seguir carreira solo, lançando o disco "Debut", que marcou sua estréia como compositora. Caracterizada pela mistura de estilos musicais como jazz, funk, acid dance e offbeat, trash metal e ópera, Björk chegou ao topo das paradas de sucesso com as músicas "Human Behavior", "Big Time Sensuality" e "Venus As a Boy".

Seu segundo disco, "Post", lançado em 1995, mostra bem as fusões pretendidas pela cantora. A canção "Army Of Me", que entrou para a trilha sonora do filme "Tank Girl", se tornou um dos hits do disco, que atingiu marcas acima dos três milhões e meio de cópias vendidas.

Gravado na Espanha, seu terceiro disco solo, chamado "Homogenic", foi considerado o melhor trabalho da islandesa e um dos mais festejados lançamentos de 1997. O sucesso garantiu a ela um convite do diretor francês Lars Von Trier para fazer o personagem principal do filme "Dancer In The Dark".

Apesar das divergências entre o diretor e a protagonista, o longa ganhou a Palma de Ouro e a cantora faturou o prêmio de melhor atriz, em Cannes. Mas apesar de sua atuação tão bem sucedida, ela garante que pretende continuar se dedicando exclusivamente ao que mais lhe interessa: a música.


1993 - Debut: Download

1995 - Post:
Download

1996 - Telegram:
Download

1997 - Homogenic:
Download

2000 - Selmasongs:
Download

2001 - Vespertine:
Download Part1 / Download Parte 2

2004 - Medúlla:
Download

2004 - Drawing Restraint 9:
Download

2007 - Volta:
Download

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...