O Blog Arquivo Crucial não hospeda nenhum arquivo no seu servidor. Se alguma postagem venha prejudicar o seu autor, por favor entre em contato para a exclusão imediata da mesma. Nosso objetivo é apenas divulgar. Compre os CD´s originais e prestigie seu artista favorito.

terça-feira, 17 de abril de 2018

PiotreQrmx (Queen Remixes) - God Save The Queen

01. Flash (Remix)
02. Death On Two Legs (Remix)
03. Play The Game (Orchestral Remix)4
04. Misfire (Remix)
05. Bicycle Race (Dreaming Remix)
06. Fat Bottomed Girls (Remix)
07. Crazy Little Thing Called Love (Orchestral Remix)
08. We Will Rock You (Biting Remix)
09. The Prophet's Song (Remix)
10. Love Of My Life (Orchestral Remix)
11. God Save The Queen (Red Special Remix)

Extra Tracks

12. Play The Game (Orchestral Remix) [Instrumental]
13. Fat Bottomed Girls (Remix) [Instrumental]
14. Death On Two Legs (Remix) [Instrumental]



PiotreQrmx é um projeto que faz versões remix das músicas do Queen.

Página do projeto no Facebook: https://www.facebook.com/queenremixes/.

Kob 82 - Ao Vivo na Clash


01. Mate Ratos
02. Realidade Nuclear
03. Direito de Morar
04. Pense em Você
05. Raiva
06. Vírus No Sistema
07. Rosto Criminoso
08. Revolta
09. 1312
10. Repressão Policial
11. 1982
12. Sem Futuro
13. Disbones



Show gravado no Clash Club (São Paulo/SP) em 2017 da banda de Punk/Hardcore Kob 82 lançado em K7.

Gomorraa - Triunfo do Anjo Suicida


01. Alcoolismo e Luxúria
02. Sadismo
03. Ritos Negros
04. Obsessão Sexual
05. Ao Meu Lado o Vazio
06. Violador
07. Negro Culto de Rais
08. Dança das Bruxas
09. Triunfo Do Anjo Suicida
10. Solo Bass - Obsessão Sexual
11. Fim.War (A Homage to Bathory)



Compilação lançada em K7 dos dois EP's da banda Gomorraa: Obsessão Sexual (2015) e Negro Culto de Rais (2018).

domingo, 15 de abril de 2018

Deathgeist


01. Intro
02. Thrash Metal Fire
03. Day of No Tomorrow
04. Captured by Hell
05. Ghost of Torture
06. Death Razor
07. Mass Holocaust
08. Where Evil Rules
09. Witching Spirit



Primeiro álbum da banda Brasileira de Thrash Metal Deathgeist formada por Adriano Perfetto (Guitarra, Vocais), Victor Regep (Guitarra), Maurício "Cliff" Bertoni (Baixo) e Goro (Bateria), lançado em 2017.

BSB-H


Em 1986, após sair do Detrito Federal, o guitarrista Bosco e o vocalista Alex "Podrão" formam com o baixista Paulo Delegado, o guitarrista Grillo e o baterista Sérgio "Bolacha", o BSB-H.

Nesse mesmo ano gravam o split LP Ataque à Hordas do Poder, com a banda Stuhlzapfchen Von "N" (que mais tarde mudou o nome para ARD), pela Devil Discos.

Após esse álbum a banda começa a ser influenciada pelo crossover thrash de bandas como DRI, English Dogs e principalmente, Suicidal Tendencies, e muda a temática das letras para um estilo mais voltado ao Skate Punk sem deixar de lado as letras voltadas ao protesto político e social. Também há uma mudança visual na banda, que deixou de lado a influência do vestuário Punk para um visual mais voltado para o skate (bandanas e bermudas).

Em 1989, lançam o álbum Órfãos da Nação pela Devil Discos.

Em 1992, lançam o álbum Extreme Convictions, seu disco com mais forte influência de Thrash |Metal.

Foram influência de várias bandas de crossover thrash brasilienses dos anos 90, entre elas DFC, Raimundos, Os Cabelo Duro, entre outras.



Órfãos da Nação

01. Digo Não
02. Dead Neves
03. Skate ou Morra
04. Orfãos da Nação
05. Vida Miserável
06. BSB-H
07. Batedores de Votos
08. 15 de Março
09. Skate Não é Crime
10. Utopia
11. Alienação e Repressão
12. Power Banks



Extreme Convictions

01. Intro
02. Conspiracy
03. Dying a Bit More
04. No Racism
05. Thoughts of a Convicted
06. Middle East
07. Sarcastic Command
08. Psychotic Visions
09. Riot In My Mind
10. Extreme Convictions
11. Killing Joke


sábado, 7 de abril de 2018

Panic


Panic é uma banda de Thrash Metal, surgida em Porto Alegre/RS, e iniciou suas atividades nos anos 80. Tendo como influências bandas como Motörhead, Slayer e Venom, o grupo sempre teve como proposta soar de forma muito crua e agressiva.

Em 1987 foi lançado, pela Woodstock Discos, o seu primeiro LP, “Rotten Church”, cultuado internacionalmente até hoje pelo público thrasher e considerado um dos pioneiros do Thrash Metal nacional, influenciando diferentes gerações dentro da música pesada.

Os anos 90 foram repletos de shows, principalmente nas regiões sul e sudeste do Brasil, tendo lotado casas de shows em Porto Alegre e tocado ao ar livre para um público de milhares de pessoas em 1993, na inauguração da Loja Woodstock em São Paulo/SP.



Rotten Church

01. Seeds of Hate
02. Satan Shall Return
03. God's Death
04. Empire of Violence
05. Rotten Church
06. Mutilator of Bodies
07. Fuck or Die
08. Megaforce



Best Before End

01. Best Before End
02. Hannibal The Cannibal
03. Twilight In Samarra
04. No York, No York
05. Fuck & Die
06. Only The Strong Survive
07. Equal People
08. Time To Die
09. Noise Kills
10. Shoobydahbydoobah



Boiling Point

01. Shot in the Head
02. Bafejah (Fucking Losers)
03. Dark Winter
04. Beholder
05. El Carrasco Hang Man
06. Boiling Point
07. Worst
08. Satanacrack
09. Numb
10. Compulsive Aggression


Anthares


O Anthares é uma das bandas pioneiras do metal nacional brasileiro e permanece na ativa há mais de 32 anos, mostrando Thrash Metal de alta qualidade.

Nos anos 80, a banda se destacou como uma das principais bandas do estilo dentro do território nacional, ao lado de grandes nomes, como o Sepultura, por exemplo. Em 1986 lançou seu álbum de estreia intitulado No Limite da Força, que se tornou um clássico e uma referência do estilo Thrash Metal no Brasil.

Nos anos 90, a banda partiu para composições cantadas na língua inglesa e gravou duas demos, porém encerrou suas atividades em 1996.

Nos anos 2000, mais precisamente em 2004, a banda retornou aos palcos, porém ganhou força com a entrada de Diego Nogueira nos vocais a partir de 2008, quando iniciaram os trabalhos de composição do álbum O Caos da Razão, lançado em março de 2015.

2018 é um ano de muitos desafios. Com a entrada do novo baterista Edu Nicolini, a banda pretende realizar shows e compor o novo material.



No Limite da Força

01. Anthares
02. Fúria
03. No Limite da Força
04. Paranoia Final
05. Vingança
06. Chacina
07. Prisioneiros do Sistema
08. Batalhas Ocultas



O Caos da Razão

01. Sementes Perdidas
02. Ócio
03. O Caos da Razão
04. No Poço do Obscuro
05. Dor Imortal
06. Mercador da Fé
07. Pesadelo Sul-Americano
08. Sonho Negro
09. Corporação do Terror
10. Canibal


quarta-feira, 7 de março de 2018

HL Arguments - Honten


01. Give Me A Light
02. The Far West
03. A Home is Not Made of Wills
04. Você
05. A Mountain Climber
06. I Don't Wanna Make You Feel Sad
07. Trust Me
08. Honten
09. The First Solitary Happy Man
10. The Real Truth



Terceiro álbum da banda paulistana HL Arguments.

A harmonia dos integrantes com as vozes e instrumentos estão impecáveis, coordenando em uma única sintonia, melodia e ritmo, calmamente sintonizados na dedilhada da canção, construindo as faixas ordenadas em uma poesia pura e repleta de emoção e comoção, mostrando quão o talento somado a dedicação transcende as fronteiras musicais e das saudades, desempenhando o novo, trazendo algo singular e vital as canções.

terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Coletânea Hard Rock Paradise Vol. 2


01. LeatherJacks - I Hate to Fall in Love
02. Great Cowboy - Your Zé
03. Viena - Mistakes
04. Karyttah - New Age
05. CROM - Nothing for World
06. Panndora - Kiling Yourself
07. Black Cave - Walking in the Sun
08. Sub Rosa - Enslavement of Beauty
09. Giant Horse - Outside Home
10. Tublues - Baixa a Bola
11. Alefla - Watching Over Me
12. Krull - Hammer of the Gods
13. Eruca Sativa - Abrepuertas
14. Valentine - Vem Comigo
15. Rocking Riders - The Triumphant Path of War
16. KalibaK - Black Shark
17. Vicking Roll - Estou no Inferno e Não Sei
18. Eyliner - Have You Read The News
19. WildeStarr - When the Night Falls



O segundo volume da coletânea é uma iniciativa do radialista e produtor do programa Hard Rock Paradise da Radio Web Stay Rock Brazil, Paulo “Destroyer” Maia e traz 19 bandas do estilo de todo o Brasil e do exterior, a capa foi criada por Blaze Wolf.

Por se tratar de um trabalho independente e sem custos para as bandas, a coletânea Hard Rock Paradise Vol. 2 está disponível somente no formato digital.

domingo, 25 de fevereiro de 2018

Insubmissas: 25 anos de Pussy Whipped

01. Diablo Angel - Blood One
02. Lâmina - Alien She
03. Belicosa - Magnet
04. Bertha Lutz - Speed Heart
05. Framboesas Radioativas - Lil' Red
06. Miêta - Tell Me So
07. In Venus - Sugar
08. 3D - Star Bellied Boy
09. Bloody Mary Una Chica Band - Hamster Baby (Ratoncito Bebito)
10. Charlotte Matou um Cara - Rebel Girl
11. Trash no Star - Star Fish
12. Readymades - For Tammy Rae



A banda norte americana Bikini Kill comemora em 2018 os 25 anos do lançamento de “Pussy Whipped”, seu disco de estreia. Notório por letras com conteúdo feminista radical e performances incendiárias, o grupo acaba de ganhar uma coletânea brasileira que revisita o álbum. “Insubmissas - 25 anos de Pussy Whipped” tem assinatura do selo paulistano Hérnia de Discos.

A coletânea é uma releitura do disco com versões das músicas feitas por doze girl bands brasileiras convidadas por Cintia e Desirée. São elas: Diablo Angel, Lâmina, Belicosa, Bertha Lutz, Framboesas Radioativas, Miêta, In Venus, Bloody Mary Una Chica Band, Charlotte Matou um Cara, Trash no Star e Readymades.

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Damagewar disponibiliza novo EP para download

01. Dead Skin Devourer
02. God of Chaos
03. Necrozumbí



O novo EP da Damagewar, "Dead Skin Devourer", está disponível para download gratuito. O trabalho apresenta a nova formação com David Fulci, Maurício Cliff Bertoni e JP Carvalho e uma banda ainda mais extrema, mesclando como ninguém o Thrash e o Death Metal! "Dead Skin Devourer" foi gravado no home estúdio da banda e no Flight Estúdio com mixagem e masterização por Rogério Oliveira. Capa por Tiago Medeiros.

sábado, 3 de fevereiro de 2018

Camisa de Vênus - Ao Vivo no Estúdio Showlivre.com

01. Hoje
02. Simca Chambord
03. Dançando na Lua
04. A Raça Mansa
05. Metamorfose Ambulante
06. Não Fosse o Cabral
07. Pastor João e a Igreja Invisível



A banda Camisa de Vênus apresentou os grandes sucessos de sua carreira no Estúdio Showlivre (www.showlivre.com) transmitido ao vivo no dia 14 de julho de 2017.

Metralion


Banda de Thrash Metal do Rio de Janeiro (RJ) formada em 1986 por Roberto (bateria), Rica (vocais), Alexandre G (guitarra), J.P. (baixo) e Fernão (guitarra). Lançaram dois discos; Quo Vadis (1988) e A Mosh in Brazil (1989).



Quo Vadis

01. Intro
02. Tempos de Crise
03. Tiranos
04. Frias Regras
05. Rivais
06. Penúria
07. Império
08. Porcos da Lei
09. Heróis de Guerra



A Mosh in Brazil

01. No Way Out
02. Life in Flames
03. Disorder
04. N.M.I.
05. Another Brick in the Wall (Pink Floyd cover)


Ventania e Banda Hippie - Ao Vivo no Estúdio Showlivre.com

01. Só Para Loucos
02. Micróbio
03. Maconha
04. Cogumelos Azuis
05. Viajando
06. Colorindo o Visual
07. Usuário
08. Marasmo
09. Símbolo da Paz
10. Achei um Cogumelo
11. A Malucada Pirou



Apresentação do Ventania e Banda Hippie no Estúdio Showlivre (www.showlivre.com) transmitido ao vivo no dia 29 de setembro de 2017.

Genocídio

Inovação, liberdade e pioneirismo são algumas palavras que descrevem bem a carreira dessa respeitada banda formada no fim dos anos 80 por W. Perna (Guitarra) e Marcão (Baixo e Vocal). Completando a banda com a entrada de Zé Galinha (bateria), a banda consegue shows dentro e fora de São Paulo e assina com o selo Ultra Violence para gravar seu primeiro EP intitulado apenas GENOCIDIO. Meses antes da gravação Zé Galinha deixa a banda e é substituído pelo baterista Juma.

Ainda no final dos anos 80, a banda consegue grande notoriedade e assina com a gravadora Hellion Records um contrato para gravar 2 discos. Eis que lançam o clássico DEPRESSION. Death Metal na essência com uma sonoridade própria e letras que tratavam do lado humano de sentimentos comuns a todas as pessoas, desse mesmo disco sai o clipe da música título. Veiculado com freqüência na MTV, a banda atinge cada vez mais o público e consegue um feito que perdura até os dias de hoje: agradar fãs de hardcore, black metal, góticos, fãs de thrash metal e punks.

Percebia-se que o GENOCIDIO era muito mais que uma banda de metal. Era uma banda com o leque aberto, que atingia em cheio quem soubesse entender sua mensagem, e em 1991 a Hellion relança em edição limitada o primeiro EP da banda em versão Picture Disc, fato inédito no Brasil até então. Em 1992, a banda tem mais um integrante como segundo guitarrista, Murillo (Ex-Apoleon). Após vários shows pelo país a banda viaja para Belo Horizonte no ínicio de 93 para gravar seu próximo registro: HOCTAEDROM. Esse foi o ápice da carreira promissora da banda até então, com ótima repercussão dentro e fora do País com direito a ter uma das músicas na programação normal da rádio 89 FM, além do clip da música “Up Roar”. HOCTAEDROM é lançado na Europa pelo selo Moltem Metal em versão CD com 2 bônus, o cover do Venom "Countess Bathory" e uma nova versão da música “The Grave”, do EP de estréia. Logo, a banda é convidada para uma turnê na Europa, que acaba não acontercendo por problemas entre a Hellion Records, a Moltem Metal e a Banda. Mesmo assim, o GENOCIDIO não para de conquistar espaço na cena mundial.

Alguns problemas levam a banda a fazer algumas mudanças e o baixista Marcão deixa a banda, sendo substituído por Daniel no final de 94. Murillo assume de vez os vocais e em 1996 a banda lança pela gravadora Velas, POSTHUMOUS, considerado por muitos um divisor de águas na música pesada daquela época. Com uma sonoridade mais densa e pesada, a banda inova mais uma vez com a faixa “Goodbye Kisses”. Uma faixa acústica onde W. Perna e Murillo tocam violão e contam com a participação do violinista Flávio Venturini e da cantora lírica Irene Sailte. A banda faz apenas dois shows e a turnê é interrompida por uma briga interna que dissolve a banda.

Após alguns meses, W. Perna resolve reativar a banda e chama Marcão para assumir os vocais novamente, Gustavo para a segunda guitarra e Marcelo para a bateria. A banda cumpre os shows da turnê do POSTHUMOUS, e com esta formação a banda lança ONE OF THEM... em 1999, que em suas composições mescla Doom com riffs hardcore. Mais uma vez novas mudanças atingem a banda e agora como um trio (com Alex na bateria) em 2001 eles gravam REBELLION, que traz de volta a velocidade e a agressividade musical dos primeiros trabalhos da banda. Agora, o ano é 2006 e, como não podia deixar de ser, a banda surpreende novamente.

O GENOCIDIO está de volta! Mais maduro, mais clássico e mais inovador do que nunca. A nova formação conta com W. Perna, agora no baixo, e traz de volta Murillo Leite nos vocais e guitarra e ainda conta com Rafael Orsi e João Gobo na bateria (ex-Pigmachine e Mastiff). Uma nova fase onde só há espaço para o que realmente define o GENOCIDIO: audácia musical e a mesma vibração e competência que fez dessa banda uma das maiores e mais respeitadas do estilo na história do metal nacional e mundial.


1987 - Genocídio (EP): Download

1990 - Depression:
Download

1991 - Picture Disc (EP):
Download

1993 - Hoctaedrom:
Download

1996 - Posthumous:
Download

1999 - One of Them...:
Download

2002 - Rebellion:
Download

2007 - Hiatus (EP):
Download

2010 - The Clan:
Download

2013 - In Love With Hatred:
Download

2017 - Under Heaven None:
Download

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...