O Blog Arquivo Crucial não hospeda nenhum arquivo no seu servidor. Se alguma postagem venha prejudicar o seu autor, por favor entre em contato para a exclusão imediata da mesma. Nosso objetivo é apenas divulgar. Compre os CD´s originais e prestigie seu artista favorito.

quinta-feira, 14 de março de 2013

Soviet American Republic - Join The Mess or Leave The Town

Image and video hosting by TinyPic

01. The Living Dead Strikes Again
02. Wash The Dishes
03. White Zombie
04. Martians, Go Home!
05. Syphilis
06. Mummy's Ghost
07. Never Trust a Guy Named Bruce
08. Festus The Farmer
09. Searching for a Hard Fuck Up
10. Eyes of Blue
11. The Swamp Thing
12. The Soviet American Attack!!!!!



SAR é a forma abreviada do nome Soviet American Republic, um quinteto psychobilly paulistano cultuado entre o restrito público do gênero. O SAR teve a atitude pioneira de trazer letras em inglês numa época em que poucas bandas brasileiras se arriscavam no idioma bretão. A maneira de cantar bastante peculiar do vocalista Niki Nixon, junto com Duda Ratt (guitarra), Tony The Tiger (guitarra), R.Rick (baixo) e Luiz Fernando (bateria), mostrava completa sintonia do SAR com os grandes nomes do Psychobilly mundial, tais como Guana Batz, Meterors, Cramps e Demented Are Go.

O álbum traz 12 canções Psycho com aquelas referências herdadas pelo estilo: Surf Music, Punk Rock e outros. Os destaques ficam para o Country’a’billy "Festus The Farmer" com a participação de todos os animais da fazenda, e as divertidas "Syphilis" e "Never Trust a Guy Named Bruce", também há dois temas instrumentais: 'Martians, Go Home" e "The Soviet American Attack!!!!!".

"Join The Mess or Leave The Town" é o único registro sonoro do SAR, lançado pelo selo paulistano Devil Discos apenas em LP, o disco não teve reedições. O projeto gráfico é completo, traz todas as letras, ficha técnica e fotos integrantes. A capa e contra-capa tem ilustrações de Paulo H. (Biff) que chamam bastante a atenção, na capa zumbis psycho fundam a Republica Soviética Americana, numa época de guerra fria a provocativa imagem ganha um forte significado. O álbum é um dos raros registros dos primórdios do Psychobilly nacional.

Nenhum comentário:

Linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...